sábado, 17 de outubro de 2009






















Dê-me então,
mil
e
mil beijos
que sejam
tantos
e
ardentes
que não
saibamos
onde
comecemos
e
onde
terminemos.

(Mary Marcato)

2 comentários:

  1. Nossa passeando pelo Google encontrei meu poema em sua página... amei...rs
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou!
      É lindo o seu poema!

      Excluir